21 - dezembro - 2020

Interiores Edifício Dsenho / Leandro Garcia

Curadoria de Matheus Pereira

CURITIBA, BRASIL
Arquitetos: Leandro Garcia
Área: 350 m²
Ano: 2020
Fotografias: Fran Parente
Fabricantes: Antiquário Cristiano Ross, Aristeu Pires, Casa Nova Interiores, Concresteel, Decormade, Design Selo, Domingos Tótora, Donatelli Tecidos, Dpot, Dpot Objeto, Eled Light, Futon Company, José Zanine Caldas, Leandro Garcia, Lin Brasil, Madeira Certa, Marcelo Caruso, Marcenaria Baraúna, Michelangelo Mármores do Brasil, ODA DESIGN CLUB, Persépolis, Schuster Móveis & Design, Simões de Assis, Sollos, Soma Galeria, Tecidos Corcovado

Leandro Garcia_DSENHO

Buscando autenticidade em meio ao mercado imobiliário de Curitiba, o Edifício DSENHO foi concebido de forma a valorizar arquitetura e design autorais e fugir de soluções padronizadas. Localizado em bairro nobre de Curitiba, o edifício residencial tem aproximadamente 350m² de áreas comuns, onde os espaços principais dividem-se no pavimento térreo em hall, hall de elevadores, salão de festas, academia e brinquedoteca. O projeto de interiores, alinhado aos valores da IDEE incorporadora, prezou pela valorização da arquitetura e do design brasileiros e locais.

Leandro Garcia_DSENHO

Leandro Garcia_DSENHO

Adentra-se o edifício pelo hall envidraçado que se vê desde a rua. A transição entre o externo e o interno é amenizada pela permeabilidade visual do vidro sem cortinas e a iluminação indireta, que fazem a continuidade entre o espaço urbano, o jardim e o interior. O forro de madeira avança da área externa para a interna e o piso de pedra portuguesa escura sutilmente dá lugar ao revestimento cimentício com agregados da mesma cor que delimita o espaço do hall de entrada, materializado como uma verdadeira galeria de mobiliário, design e arte brasileiros e locais à vista de quem passa pela rua.

Leandro Garcia_DSENHO

O tapete amarelo de desenho orgânico com 11 metros de comprimento desenhado pelo arquiteto e cortado sob medida ressalta o eixo longitudinal do hall. Sobre suas curvas cria-se uma sequência de pequenas áreas de estar com peças de design brasileiro moderno e contemporâneo. Neste percurso de homenagem ao design do Brasil estão: porta guarda-chuva Clerk de Jader Almeida, luminária de piso dos anos 60, Poltronas N, H e Cuca de José Zanine Caldas, mesa lateral Bailarina de Aristeu Pires, escultura em cerâmica de Denise Coelho, Poltrona FDC 01 de Flávio de Carvalho, bancos Mucki e Mocho de Sergio Rodrigues, luminária Eclipse de Maurício Klabin, Mancebo Varetas, Banco Linhas e Mesa Toco de Leandro Garcia, Banco Bambo de Marcelo Caruso, luminária de piso vintage Class de Enrico Furio Dominici, Poltrona Carioca de Bernardo Figueiredo e Banco Girafa de Lina Bo Bardi, Marcelo Ferraz e MarceloSuzuki.

Leandro Garcia_DSENHO

No lado oposto à frente envidraçada, dois nichos de igual tamanho recebem banco e floreira de um lado e aparador com vasos de Domingos Tótora e obra de arte de Tony Camargo de outro. Ao centro, o acesso ao hall de elevadores com paredes e teto revestidos com painel frisado branco configura uma espécie de túnel com ponto focal na obra de André Nacli. Ao final do corredor, acesso secundário ao salão de festas de um lado e à academia e brinquedoteca do outro.

Leandro Garcia_DSENHO

O tapete do hall conduz o usuário da entrada do edifício até a porta principal do salão de festas, onde o espaço de estar cria continuidade com o hall e recebe poltronas Isa de Jader Almeida, banco Marina de Lucas Bond, mesas laterais de jacarandá dos anos 60 do Antiquário Cristiano Ross e abajures da Design Selo.

Leandro Garcia_DSENHO

O salão é formado por três ambientes: estar, cozinha gourmet e área de mesas. Três faces são cobertas com cortinas de linho branco que proporcionam privacidade e conforto e reforçam a amplidão do espaço. No outro lado, um grande volume revestido de lâmina de madeira pau- ferro contém um nicho de aço inox que conforma a cozinha juntamente com a grande ilha de mármore brasileiro. À frente desta, um aparador também de mármore entre pilares de concreto aparente. Sobre o piso cimentício branco dispõem-se mesas de madeira maciça cumaru com cadeiras I de José Zanine Caldas.

Leandro Garcia_DSENHO

Os outros ambientes da área comum se relacionam com o todo: na academia o piso amarelo remete ao tapete do hall de entrada e a brinquedoteca possui o mesmo painel frisado branco do hall de elevadores. Os cantos superiores arredondados do painel se unem ao teto com sensação de fundo infinito e luminárias circulares para criar um ambiente lúdico. Mobiliário, lousa, espelho baixo, suporte para livros e revistas, além de bancada com tv e caixas coloridas transparentes para jogos e brinquedos se baseiam no método Montessori.

Leandro Garcia_DSENHO

Ao produzir espaços com personalidade e inovação, o projeto celebra o design autoral e a matéria-prima brasileiros, ressignifica seu entorno e participa da dinâmica urbana.

Leandro Garcia_DSENHO